🕙: 3 min.
image_pdfimage_print

À atenção dos meus irmãos salesianos (sdb) À atenção da Família Salesiana


Meus queridos irmãos e irmãs: recebam a minha saudação fraterna, cheia de afeto sincero e sentido.
Depois da notícia inesperada (especialmente para mim), na qual o Santo Padre, o Papa Francisco, anunciou também o meu nome entre as 21 pessoas escolhidas por ele para serem “criados” Cardeais da Igreja no próximo Consistório de 30 de setembro, milhares de pessoas devem ter-se perguntado: O que acontece agora? E como fica a Congregação no futuro próximo? Vocês podem entender que eu me fiz essas mesmas perguntas, ao mesmo tempo em que, com fé, ofereci ao Senhor esse presente que o Papa Francisco nos deu como Congregação Salesiana e como Família de Dom Bosco. Não devemos ter dúvidas do quanto o Papa nos ama; da mesma forma, o Papa Francisco sabe o quanto todos nós o amamos e como o amparamos, na medida do possível, com a nossa oração e o nosso afeto.
Meia hora depois do anúncio que fez no Ângelus do último domingo, 9 de julho, o Santo Padre fez-me chegar uma carta em que me pedia para ir falar com ele o mais rápido possível, a fim de concordarmos sobre o tempo necessário para o meu serviço como Reitor-Mor para o bem, antes de tudo, da Congregação. Ele mesmo me dizia nessa carta sobre a preparação do próximo Capítulo-Geral.
Ontem à tarde fui recebido pelo Papa Francisco com um diálogo fraterno de afeto recíproco e agora estou em condições de compartilhar com toda a Congregação Salesiana e com a nossa Família no mundo, as disposições concretas segundo a vontade do Santo Padre.

Essas disposições são as seguintes:
•           poderemos antecipar o 29° Capítulo Geral em um ano, ou seja, em fevereiro de 2025;
•           para o bem da nossa Congregação, o Papa viu com bons olhos que, após o Consistório de 30 de setembro, eu possa continuar como Reitor-Mor até 31 de julho de 2024, ou seja, até o final da sessão plenária do Conselho-Geral do tempo de verão europeu;
•           após essa data, apresentarei a minha renúncia como Reitor-Mor por ter sido chamado pelo Santo Padre para o serviço que ele me confiará. Foi isso o que ele me comunicou;
•           de acordo com o artigo 143 das nossas Constituições, por motivo de “cessação do cargo de Reitor-Mor”, tendo sido chamado pelo Papa Francisco para outro serviço, o Vigário, P. Stefano Martoglio, assumirá o governo da Congregação até a celebração do CG29;
•           o Capítulo-Geral 29 será convocado por mim, pelo menos um ano antes da sua celebração, conforme estabelecido em nossas Constituições e Regulamentos (Reg. 111), e o Vigário, P. Stefano, o presidirá;
•           durante esse tempo, continuaremos com o programa estabelecido na animação e no governo da Congregação, mas aumentando os esforços dos membros do Conselho-Geral e de algum visitador extraordinário nomeado pelo Reitor-Mor, a fim de serem feitas todas as visitas extraordinárias (inclusive aquelas que corresponderiam ao ano de 2025). Assim fazendo, será possível chegar ao CG29 com uma visão completa do momento presente de toda a Congregação;
•           para os demais elementos relacionados com o Capítulo-Geral, darei informações detalhadas quando se tornar efetiva a sua convocação oficial.

Resta-me dizer, enfim, o que muitos de vocês podem estar se perguntando: o que o Santo Padre vai me confiar? Ele ainda não me disse, e entendo que, com tanto tempo à nossa frente, essa é a melhor coisa a fazer. Peço a todos os meus irmãos e irmãs Salesianos e à nossa querida Família Salesiana que continuemos a intensificar a nossa oração. Antes de tudo, pelo Papa Francisco. Foi o que ele me pediu na sua despedida. Pediu-nos que rezássemos por ele. Peço-lhes também que rezem pelo que viveremos neste ano como Congregação e como Família Salesiana.
E, certamente, peço-lhes ainda que rezem por mim diante da perspectiva do novo serviço na Igreja que, como filho de Dom Bosco, aceito em obediência, sem tê-lo buscado ou desejado. Nosso amado pai Dom Bosco é testemunha disso diante do Senhor Jesus.
E desde este lugar, a Basílica de Maria Auxiliadora, Ela, a Mãe, continuará a acompanhar-nos. Acredito, como Dom Bosco no sonho dos nove anos – cujo segundo centenário será celebrado no próximo ano – que “a seu tempo tudo compreenderemos”. Em nosso Pai Dom Bosco, isso aconteceu no final de sua vida, diante do altar de Maria Auxiliadora na Basílica do “Sagrado Coração de Jesus”, que fora consagrada no dia anterior, naquele 16 de maio de 1887. Coloquemos tudo nas mãos do Senhor e da sua Mãe.
Uma saudação com imenso afeto,

Prot. 23/0319
Turim, 12 de julho de 2023

Ángel Card. FERNÁNDEZ ARTIME
Reitor-Mor dos Salesianos de Dom Bosco